sábado, 27 de novembro de 2010

Campanha para Evangelização 2010

Rio de Janeiro, 27 nov (Rádio Vaticano) - “Em Cristo somos novas criaturas”. Este é o lema da Campanha para a Evangelização que começou no domingo de Cristo Rei em todas as dioceses no Brasil, numa iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a CNBB. Aprovada pela 35ª Assembléia Geral da CNBB em 1997, a Campanha tem como objetivo arrecadar fundos para a sustentação do trabalho de evangelização da Igreja no Brasil.

A Campanha da Evangelização é realizada entre o último domingo do ano litúrgico e o terceiro domingo do tempo do Advento, que neste ano cai no dia 12 de dezembro, quando teremos também a Coleta Nacional para a Evangelização. Nas celebrações deste tempo de espera do Senhor que veio, virá e vem, esta coleta será feita em todas as paróquias e comunidades eclesiais. A Campanha para a Evangelização, além de estar em perfeita harmonia com o espírito do tempo deste tempo, também tem a finalidade de angariar esses fundos que garantem a continuidade da obra evangelizadora em nosso país. Com o resultado da coleta nacional para a evangelização, não só realizamos a manutenção da CNBB nacional e regional, e contribuímos para a pastoral das nossas dioceses, como também financiamos projetos evangelizadores em todo o território nacional.

Com o tema “Encarnação e nova criação”, a Campanha traz um texto-base (que pode ser encontrado na "A Capella Livraria") que aprofunda o lema “Em Cristo somos nova criatura”. O texto dá, também, orientações para a organização e animação da Campanha nas dioceses e paróquias.

Ao propor este tema e lema, que estão em sintonia com a Campanha da Fraternidade do próximo ano, a Campanha visa despertar nos fiéis a relação entre fé e vida, através da conscientização sobre a responsabilidade diante da vida no planeta como elemento essencial para a realização do trabalho evangelizador, a fim de que, pela palavra, pela ação e pela doação pessoal e material, todos contribuam de maneira mais efetiva para a ação evangelizadora da Igreja.

A Campanha para a Evangelização vai receber doações também por telefone. A CNBB contratou um serviço 0500, que receberá doações a partir de domingo, 21 de novembro, até o dia 12 de dezembro. Os doadores poderão ofertar R$5,00, R$10,00 ou R$15,00 reais discando, respectivamente, os números 0500-2512-005; 0500-2512-010 ou 0500-2512-015.

Outra opção será através de boleto bancário emitido via internet. Na página eletrônica da CNBB foi criado o link http://www.cnbb.org.br/evangelizar/ para este serviço, cujo acesso poderá ser feito a partir do próximo domingo. Há, ainda, a opção de fazer depósito diretamente no banco, na conta 9-0, da Agência 2220, Operação 003, da Caixa Econômica Federal, em nome da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

A coleta da Campanha para a Evangelização é distribuída da seguinte maneira: 45% ficam na própria diocese; 20% vão para o Regional da CNBB e 35% se destinam à CNBB.

Por que fazemos esta Campanha? Para despertar, no tempo do Advento – preparação para o Natal – que mais do que um tempo de troca de presentes, devemos nos colocar em atitude de doação do que temos em favor da Igreja e da sua ação pastoral. É consequência do “Sentir com a Igreja”. Ela nunca poderá ser dispensada da prática da caridade enquanto atividade organizada dos fiéis batizados, como, aliás, nunca haverá uma situação onde não seja necessária a caridade de cada um dos indivíduos cristãos, porque o homem, além da justiça, tem e terá sempre necessidade do amor. A Coleta da Evangelização trata-se de uma ajuda que é sempre animada pelo amor que vem de Deus. Por isso, é muito importante que a atividade caritativa da Igreja se mantenha e leve a promoção da dignidade das pessoas. O programa do cristão – o programa do bom Samaritano, o programa de Jesus – é “um coração que vê”. Este coração vê onde há necessidade de amor, e atua em consequência desta importante coleta.

Todos conhecem as crescentes necessidades do apostolado, as carências das Comunidades Eclesiais, especialmente em terras de missão, os pedidos de ajuda que chegam de populações, indivíduos e famílias que vivem em precárias condições. Muitos esperam desta coleta como uma ajuda que, muitas vezes, não conseguem encontrar noutro lugar. Vistas assim as coisas, esta Coleta da Evangelização constitui uma verdadeira e particular participação na ação evangelizadora, especialmente se considerarmos o sentido e a importância de partilhar concretamente as solicitudes da Igreja que peregrina no Brasil, anunciando a vida e defendendo a criação!

Participem da reflexão, engajem sempre mais na missão evangelizadora e partilhem com generosidade para que a missão da Igreja aconteça sempre mais.


D. Orani João Tempesta, O. Cist.
Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

Fonte: Radio Vaticano - Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário