domingo, 19 de dezembro de 2010

Bento XVI destaca exemplo de São José, esposo de Maria

Kelen Galvan
Da Redação, com Rádio Vaticano

Reuters
Papa abençoa fiéis presentes na Praça São Pedro, já enfeitada para o Natal, no Vaticano
"Desejo confiar a São José, padroeiro universal da Igreja, todos os pastores, exortando-os a oferecer aos fiéis cristãos e ao mundo todo, a humilde e cotidiana proposta das palavras e dos gestos de Cristo”. Foi o que disse o Papa Bento XVI antes da oração do Ângelus deste domingo, 19, no Vaticano.

O Santo Padre centrou sua reflexão em São José, noivo de Maria, “a qual, antes de terem se casado, engravidou por obra do Espírito Santo”.

“Realizando uma antiga profecia, o Filho de Deus torna-se homem no seio de uma virgem; este mistério manifesta ao mesmo tempo o amor, a sabedoria e a potência de Deus a favor da humanidade”, comentou o Papa, prosseguindo a sua reflexão sobre o modo como José reage perante a inesperada e para ele inexplicável gravidez de Maria.

“Embora perturbado, José age como lhe tinha ordenado o anjo do Senhor, na certeza de realizar o que era justo”. E “ao dar o nome de ‘Jesus’ àquele Menino que sustenta todo o universo, ele coloca-se na linha dos servos humildes e fiéis, à semelhança dos anjos e dos profetas, mártires e apóstolos – como cantam antigos hinos orientais”.

O Papa destacou ainda que São José anunciou os prodígios do Senhor, "testemunhando a virgindade de Maria, a ação gratuita de Deus, e protegendo a vida terrena do Messias". E convidou: "veneremos, portanto, o pai legal de Jesus, porque nele se pode vislumbrar o homem novo, que olha para o futuro com confiança e coragem, não segue o seu próprio projeto, mas se entrega totalmente à infinita misericórdia Daquele que torna realidade as profecias, e abre o tempo da salvação”.

“Possa a nossa vida aderir cada vez mais à Pessoa de Jesus” – exortou o Papa. “Aquele que é o Verbo assume Ele próprio um corpo, vem de Deus como homem e atrai a si toda a existência humana, conduzindo-a dentro da palavra de Deus”.

O Santo Padre concluiu suas palavras invocando a intercessão da Virgem Maria, "a cheia de graça ‘adornada por Deus’, para que, no Natal já próximo, os nossos corações se abram e vejam Jesus, e o coração se alegre neste admirável encontro de amor”.

“Bom domingo a todos vós e bom Advento!”, foram os votos conclusivos de Bento XVI.


Fonte : Vaticano e Canção Nova
Postado por Nier - PASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário