segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Papa afirma que homem cria falso destino quando tira Deus do centro

"Quando a autossuficiência e a liberdade são separadas da sua dependência de Deus e da sua realização n'Ele, a pessoa humana cria para si mesma um falso destino e perde de vista a alegria eterna para a qual foi criada. O caminho rumo à redescoberta do destino autêntico da humanidade pode ser encontrado somente restabelecendo a prioridade de Deus no coração e na mente de todas as pessoas", disse o Papa Bento XVI a alguns Bispos da Conferência Episcopal das Filipinas, recebidos em virtude da visita ad limina Apostolorum.

O encontro aconteceu na Sala do Consistório do Palácio Apostólico Vaticano, às 8h45min (horário de Brasília). Ao longo dos últimos dias, os bispos haviam sido recebidos em audiências separadas pelo Santo Padre.

Acesse
.:
Discurso de Bento XVI aos Bispos das Filipinas

Nessa perspectiva, o Bispo de Roma disse que a grande missão na evangelização é a de propor um relacionamento pessoal com Cristo como chave para a completa realização do ser humano.

"Os leigos devem escutar a mensagem do Evangelho na sua plenitude, compreender suas inclinações para a vida pessoal e para a sociedade em geral, e, então, serem constantemente convertidos ao Senhor", advertiu.


Jovens e vocação

O Pontífice disse também que o primado de Deus é particularmente importante quando o assunto é a evangelização de jovens.

"Encorajo-vos a continuar a recordar aos jovens que as seduções deste mundo não satisfazem o seu desejo natural de felicidade. Somente a verdadeira amizade com Deus quebrará as cadeias da solidão, da qual sofre a nossa frágil humanidade, e criará uma comunhão autêntica e duradoura com os outros, um vínculo espiritual que prontamente suscitará em nós o desejo de servir as necessidades daqueles que amam em Cristo".

Por fim, o Sucessor de Pedro indicou a necessidade de aprofundar o trabalho na pastoral vocacional e de uma resposta generosa ao chamado do Senhor.

"Juntamente convosco, portanto, rezo a fim de que os jovens filipinos que se sentem chamados ao sacerdócio e à vida religiosa respondam com generosidade às sugestões do Espírito. Possa a missão evangelizadora da Igreja ser sustentada pelos maravilhosos dons que o Senhor oferece àqueles que chama!"

O Pontífice também destacou os profundos vínculos que ligam os católicos daquele país e o Papa como característica importante da fé filipina.

Fonte: Canção Nova
Postado por Jessé Santos - PASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário