domingo, 6 de março de 2011

Jovens de 14 anos representam 40% dos novos infectados pelo HIV

Segundo dados da Organização das Nações Unidas, os jovens de 14 anos representam 40% dos novos infectados e na África Subsariana 90% das novas infecções são atribuídas às crianças.

Tendo em vista esses dados, o Conselho Ecumênico das Igrejas (CEI) na luta contra a Aids publicou um documento nesta quarta-feira, 2, encorajando as Igrejas a perseverarem em seus trabalhos e aderirem ao programa da ONU “Zero discriminação, zero novas infecções pelo HIV e zero mortes relacionadas à Aids”.

Apesar dos avanços na luta contra a Aids, o relatório do Conselho alerta que os novos desafios a serem enfrentados estão relacionados às crianças que nascem com o vírus HIV ao chegarem a maturidade sexual.

Atualmente no mundo existem 33 milhões de pessoas infectadas com o vírus HIV, dessas apenas 10 milhões estão em tratamento.

Desde do surgimento da epidemia há 30 anos atrás, eram estimados 60 milhões de infectados, desses mais de 25 milhões morreram. Até hoje, a Aids deixou 14 milhões de crianças órfãs.

O empenho do Conselho Ecumênico das Igrejas iniciou-se em 1986, quando o secretário geral da pastoral, Emilio Castro, atendeu os apelos lançados pela Organização Mundial da Saúde e as iniciativas das diversas Igrejas.

Os esforços do CEI concentram-se sobretudo na formação das pessoas. Em 1991, foi publicado o primeiro manual lançado pelo Conselho com acompanhamento pastoral. Hoje mais de 50 mil folhetos informativos de formação pastoral foram distribuídos no Nairobi, Lomé, Kinshasa, Harare e Luanda.

O documento do Conselho Ecumênico das Igrejas foi publicado no site
www.oikoumene.org  e destaca os trabalhos das 349 Igrejas pertencentes a este Conselho no combate contra à Aids na África iniciados em 2002.

Leia mais
.: Papa tem razão sobre prevenção à Aids, comprova estudo

Fonte: Canção Nova
Postado por Jessé Santos - PASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário